(38) 2101-9482
(38) 99878-2735

Projeto Narrativa Literária reúne estudantes após 3 meses de isolamento


 

Após três meses de aulas on-line, os alunos do terceiro ano fundamental do Colégio Impar puderem se reencontrar para matar saudade e finalizar o Projeto Narrativa Literária. O evento, coordenado pela professora Kátia Idalina Correia Santos obedeceu todas as normas de segurança e contou com alunos, familiares dos alunos e professores.

A diretora do colégio Impar, Fernanda Fernandes, revelou que o Projeto deste semestre foi embasado na narrativa do Livro Pequeno Príncipe da editora Aletria, que objetivou despertar e trabalhar com os estudantes sentimentos como amor, amizade e fortalecimento dos laços. Durante o Drive Thru Literário, as crianças recebiam uma muda de planta para auxiliarem na revitalização da natureza. “A planta simbolizou o cuidado com a vida, assim como no livro o príncipe tinha o cuidado com sua florzinha”.

A docente Kátia Idalina explica que todo semestre o Impar faz um projeto ao final do semestre como encerramento das atividades. “Trabalhamos com o livro do Pequeno Príncipe durante as aulas remotas e fechamos com este evento. A questão da muda que os estudantes receberam foi uma referência a rosa do pequeno príncipe, que eles trabalharam. Tem a questão do cuidar, da responsabilidade com o outro, que o pequeno príncipe tinha com sua flor. Também a questão do meio ambiente, de replantar, e da reutilização do material descartável que são questões importantes”.

Segundo a professora, o livro Pequeno Príncipe permitiu levar para as aulas on-line questões relevantes como afetividade, o respeito com o outro, o cativar o outro, e a importância de se criar laços. Kátia Idalina enfatizou ainda que foi possível associar ao projeto, a questão da ação social, uma vez que o aluno recebeu a muda, após doar alimento não perecível. “Sabemos que nesse momento de pandemia muitas pessoas perderam o emprego e estão passando necessidade, assim, estimulamos o aluno também a solidariedade. Os alimentos arrecadados serão doados a famílias assistidas pelo colégio”.

O pai da estudante Giovanna Giorgia, Giovane Dias, aplaudiu a iniciativa e disse que o momento foi prazeroso. “Foi um reencontro muito emocionante para as crianças que estavam sem se ver há três meses. Também percebemos dois objetivos claros com este projeto: trabalhar com as crianças sobre conscientização do meio ambiente, através desta muda que receberam, e também a ação solidária”.


Publicada em: 22/06/2020
Tags:

Notícias Relacionadas: